Redes Sociais

Depressão atinge uma em cada 10 pessoas sem emprego

Brasil

Depressão atinge uma em cada 10 pessoas sem emprego

Insegurança quanto ao futuro, dificuldade para administrar as demandas do presente. São muitos os desafios que rondam a mente de uma pessoa sem emprego. Sentimento de revolta frente à vida e de desânimo que muitas vezes podem levar o indivíduo a depressão.

Os números mostram que o próprio posicionamento do indivíduo frente à condição que precisa enfrentar pode fazer a diferença para não entrar no universo perigoso dessa doença que atinge tantas pessoas.

Um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que 10,2% dos brasileiros que estavam fora do mercado de trabalho (um em cada dez) sofriam de algum tipo de depressão, de um total de 61,8 milhões de pessoas que não trabalhavam, nem procuravam emprego – em um universo de 93 milhões de empregados no período analisado que contempla o ano de 2015.

Os números mudam quando se analisa os brasileiros em idade ativa desocupados, mas que estavam procurando emprego. Nesse caso o percentual cai para 7,5%. Já entre as pessoas fora do mercado de trabalho (que não trabalhavam, nem procuravam emprego, embora em idade ativa), o total passa a 7,6%, o equivalente a 11,2 milhões. O percentual menor de trabalhadores com depressão foi verificado entre a população ocupada: 6,2%.

O levantamento mostra ainda que desse contingente de pessoas com idade acima de 18 anos e indica 12,6% da população fora do mercado tomavam algum tipo de remédio para dormir.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional de Saúde 2015 – Indicadores de Saúde e Mercado de Trabalho. O levantamento contabilizava, na época, a existência de cerca de 160 milhões de pessoas integrando a População em Idade Ativa (PIA) do país, em um universo de 200,6 milhões de pessoas, segundo o Censo 2010.

Com informações da Agência Brasil

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais em Brasil

Subir