Redes Sociais

Foragido recapturado confessa ter matado e enterrado corpo no quintal de casa

Policial

Foragido recapturado confessa ter matado e enterrado corpo no quintal de casa

O foragido da justiça Diogo Valdevino Gerônimo, 21 anos, foi recapturado nesta terça-feira (21) em uma abordagem de rotina da Polícia Militar em Parnamirim.

Diogo foi preso pelo crime de roubo de uma motocicleta e ao chegar na delegacia ele confessou ter matado uma pessoa e enterrado o corpo no quintal de casa. Além de cometer mais outros dois homicídios.

Em uma abordagem de rotina, a polícia verificou que a moto em que o suspeito estava tinha queixa de roubo e furto, e ao ser conduzido à 1ª Delegacia de Polícia de Parnamirim, Diogo foi reconhecido por policiais como foragido da justiça, além da vítima do roubo da motocicleta.

O suspeito estava sendo investigado pelo homicídio de William Estevam Soares da Silva, 22 anos, ocorrido no dia 03 de maio deste ano. No crime, o suspeito atingiu a cabeça da vítima com três disparos de arma de fogo, e o enterrou no quintal de sua casa, sendo a mesma encontrada no dia 18 de maio pela polícia civil.

Diogo confessou o crime, e revelou que cometeu mais dois homicídios, sendo um ocorrido em 2012 contra um homossexual conhecido como “Gegê”, o qual foi esfaqueado 58 vezes pelo suspeito, e um outro ocorrido em 2014 contra um homem conhecido como “Juarez”, o qual foi executado com uma espingarda calibre 12.

Os crimes ocorreram em Parnamirim, e tiveram como motivação uma rixa acerca de conta de drogas. Além dos homicídios realizados, Diogo também é suspeito por cometer diversos assaltos e arrastões na cidade de Parnamirim, sendo reconhecido por várias vítimas desses crimes. Ele será encaminhado ao sistema prisional, onde deverá ficar a disposição da justiça.

Mossoró Hoje

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais em Policial

Subir