Redes Sociais

RN 360º

Morte de onça após evento olímpico gera revolta nas redes sociais

Brasil

Morte de onça após evento olímpico gera revolta nas redes sociais

A morte da onça Juma, que foi acorrentada e exibida durante uma cerimônia com a tocha olímpica em Manaus, nessa segunda-feira, gerou revolta na internet. No Twitter, as hashtags #oncajuma e #juma estão entre os assuntos mais comentados no país. São mensagens de internautas indignados com a ação – o animal foi morto com um tiro de pistola após escapar dentro do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva. Segundo o exército, ela teria avançado em um soldado. A espécie está ameaçada de extinção.

O abate de Juma ocorreu logo após a sua exibição no evento olímpico. Ela havia sido acorrentada e apresentada ao público durante a cerimônia, assim como outra onça, apelidada de Simba. Segundo o Comando Militar da Amazônia, uma equipe de veterinários lançou tranquilizantes no animal após ele fugir da jaula. Informaram que, mesmo dopado, o animal tentou atacar um militar e foi atingido por um tiro de pistola.

VEJA MAIS: Onça que participou do desfile da Tocha Olímpica é morta após o evento e gera revolta

O Exército diz que abriu um processo administrativo para investigar a morte do felino. Procurado pelo Estado de Minas, nenhum porta-voz do Comando Militar da Amazônia (CMA) foi encontrado para falar sobre o assunto. Em nota enviada à imprensa, o órgão disse que após a solenidade olímpica na segunda, Juma escapou dentro do zoológico do centro do Exército e mesmo após uam dose de tranquilizantes, o animal avançou sobre um soldado.”Como procedimento de segurança, visando a proteger a integridade física do militar e da equipe de tratadores, foi realizado um tiro de pistola no animal, que veio a falecer”, diz o CMA.

Estado de Minas

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Mais em Brasil

Subir