Redes Sociais

REDE NEWS 360

Lampejos

Ainda sem chuvas

O tema que a coluna vem debater essa semana é sobre nossa atenção quanto à situação do abastecimento de água no estado do RN, principalmente em cidades que hoje vivem situações de desabastecimento total. E isso deve nos obrigar a pensar em alternativas pra buscar minimizar o transtorno do cidadão potiguar que hoje sente na pele a escassez em sua região.

Sem chuvas regulares, os mananciais que ainda tem algum volume, tem sido reduzido de forma ainda mais rápida devido a quatro “fenômenos-ações”. Primeiro a evaporação, que acelera-se cada vez mais devido as altas temperaturas registradas nos últimos meses; Segundo é o sistemático volume consumido pelas milhares de pessoas atendidas pelas concessionárias de água; Outro que pode-se citar são as perdas, que tem como principais agentes os problemas de operação como vazamentos e extravasamentos, além do uso da água de forma inadequada por parcela significativa dos consumidores; Por último e mais revoltante, é o furto de água nos vários sistemas de abastecimento do estado.

Hoje uma grande barreira na busca do uso racional desse líquido, pois não é possível calcular de forma exata esse volume e, em alguns casos, muito difícil de detectar. Certo que ao longo de alguns mananciais de superfície já foram efetivadas ações importantes quanto à fiscalização de irregularidades, mas foi somente uma “córsega” dada no problema se considerarmos o grande volume e os desvios que existem atualmente, principalmente nas grandes adutoras e no abastecimento de comunidades rurais, elevando cada vez mais os índices de perdas operacionais dos sistemas de abastecimento.

Tudo isso proporciona às operadoras de serviços de saneamento uma elevação drástica em seus custos devido a necessidade de elaboração de planos logísticos emergenciais com o intuito de dar continuidade aos serviços de abastecimento de água nos municípios. São investimentos “extra-orçamento” obrigatórios que são feitos buscando normalizar o abastecimento dos vários sistemas que hoje encontram-se com problemas pra ter o básico: A água.

Foram vários os investimentos feitos e esforços silenciosamente traçados e que vem garantindo sobrevida aos diversos sertanejos potiguares e às suas criações animais. Mas outros esforços precisam ser feitos, planejamentos apresentados e ações concretas efetivadas o mais rápido possível. E isso nos causa ainda mais preocupação principalmente devido a ausência de chuvas, pois a cada dia que não temos nenhuma gota d’água caindo, milhares de metros cúbicos estão sendo consumidos e mais um grande volume evaporando-se na atmosfera, somando-se a isso vem as muitas perdas nos sistemas.

A situação de estiagem e escassez dos vários mananciais do estado e dos seus futuros, além de ações para eliminação das perdas, tem que ser pauta de preocupação urgente dos órgãos públicos, da classe política e de todo cidadão potiguar. Principalmente dos que tem poderes decisórios e alçadas suficientes pra implementar ações preventivas que garantam a sobrevivência do norte-rio-grandense com a pouca água que por enquanto ainda temos e que precisa ser usada da forma mais racional possível. Isso até que o Criador decida enviar dos céus.

ALCAÇUZ

Entre as cenas de selvageria, matança, crueldade e nítida ausência de amor durante as rebeliões ocorridas durante toda semana naquele presídio, vi uma foto em que um pequeno grupo de apenados, com a clara anuência dos dois lados das facções, cultuavam a Deus no pátio da prisão. O Amor por alguns minutos pôde ser semeado, e a palavra Santa difundida em um local que muitos não conseguem ver, mas fiquem certos que naquele momento Ele estava lá.

REFLITA

Todo mundo é capaz de sentir os sofrimentos de um amigo. Ver com agrado os seus êxitos exige uma natureza muito delicada. (Oscar Wilde)

CARNAVAL EM TIBAU

Aproximando-se o final de janeiro, as movimentações das cidades, blocos e cidadãos focam agora o Carnaval que ocorrerá na segunda quinzena de fevereiro. Entre as que organizam sua festa de rua está a cidade Praia de Tibau. A meia hora de Mossoró, que envia milhares de foliões durante o período, já promete grande animação principalmente com a participação de turistas de outros estados e artistas da região. Sucesso!

NOGUEIRÃO

Após tensão entre dirigentes e autoridades o Nogueirão está liberado, pelo menos até esse momento em que atualizamos a coluna. Um torcedor tricolor após toda essa lide e ainda não querendo comemorar a liberação, salta e diz: “Estavam procurando chifre em cabeça de cavalo, e são tão insistentes que é perigoso acharem até domingo. Só acredito quando eu estiver lá dentro. São Tomé ainda influenciando muita gente.

EMPRESAS PRECISAM DE RESULTADOS

Muitos reclamam da crise, mas é nítido que a grande massa não faz muita coisa pra tentar amenizar os efeitos dessa situação que, mais do que nunca, carece de ações focadas em eficiência e resultados. E isso deve ser pauta sempre presente nas reuniões gerenciais, operacionais, conversas de corredores, bate papo de colegas de trabalho, pois são nessas ocasiões que surgem muitas soluções. Infelizmente não é assim que ocorre. Se tivéssemos como fazer uma pesquisa sobre os assuntos mais tratados nas conversas durante o expediente das várias repartições públicas e privadas, chegaríamos a um percentual muito baixo de assuntos relacionados efetivamente ao órgão. E agora com a chegada de mais um BBB. Haja assunto inútil. Uma pena!

SÓ ELEIÇÃO AMERICANA NOS INTERESSA

Vereador na cadeia sendo diplomado, investigados ganhando eleições. Corruptos comprovados tendo mais quatro anos de oportunidade pra aumentar seus desfalques. Isso tudo no Brasil e ninguém protesta. Estão protestando contra o Presidente dos EUA. Vai entender o brasileiro!

PALAVRA SAGRADA

“Ele é o que cobre o céu de nuvens, o que prepara a chuva para a terra, e o que faz produzir erva sobre os montes.” Salmos 147.8

Comentários

comentário(s)

Mais em Lampejos

Subir