Redes Sociais

REDE NEWS 360

RN em Tópicos

O homem do campo

Não deixa de ser preocupante a situação do nosso homem do campo. Termina janeiro e as chuvas, de que ele tanto precisa para molhar a terra e propiciar a colheita, sequer deu o ar de sua graça. É sabido que em alguns rincões do RN e além divisas, já aconteceram algumas precipitações pluviométricas mas, com pouca persistência, isto é, o suficiente para que o agricultor alimente esperanças de uma boa invernada. Grande é a expectativa diante do que dizem os ‘estudiosos do tempo’. Debatem e até chegam a garantir uma boa estação chuvosa. No entanto, a teoria, até agora, vem se contrapondo à triste realidade. Aqui no nosso estorricado Médio-Oeste tudo predomina como extremamente desanimador. Já é fevereiro de 2017 e, o que a meteorologia, num primeiro momento, previu que acontecesse ainda em outubro do ano passado, não chegou a acontecer, que era boas chuvas para molhar a nossa terra. Nesse momento então, é esperar em Deus, e que sua infinita misericórdia possa interceder por nós e faça respingar um pouquinho de chuva.

E O GADO?

Eles, os pequenos criadores, assistindo, de certa forma apavorados, os seus rebanhos sendo dizimados em decorrência da estiagem que assola a região ao longo de 5 anos ininterruptos. E nada tem podido ser feito. A ração animal escassa e quando encontrada a preços exorbitantes. Incentivos das gestões públicas inexistem e o nosso querido homem do campo a sofrer, assistindo tudo o que ele mais gosta de fazer, se esvaindo. Lamentável.

A ECONOMIA EM JANEIRO

O comércio de livros e papelaria, a meu ver, foi o que teve um melhor aquecimento neste mês expirado. Muitas escolas com suas aulas iniciadas e os pais de famílias, muitos deles, tiveram de envidar esforços para adquirir o material didático de seus filhos, e lhe oferecer um melhor conforto na volta aos bancos escolares. Daí meu entendimento de que este setor conseguiu fazer um bom negócio. Apesar da crise.

AVANÇANDO

Depois de quase 3 anos parada, estacionada, às margens da estrada do desenvolvimento, a cidade de Mossoró, a denominada ‘Capital do Oeste Potiguar’, respira uma nova desenvoltura. O governo Rosalba Ciarlini, instalado no dia 1º de janeiro passado, para sua quarta edição, trabalha à régua e compasso no sentido de, primeiro, voltar a manter o pagamento do funcionalismo em dia. Ontem, teve inicio o desembolso do mês de janeiro e uma pequena parte do muito que atrasou na gestão passada. Vai dar certo.

MUITOS DESAFIOS

São grandes os problemas a serem enfrentados. A cidade e as comunidades rurais padecem com a falta de atendimento nas mais diversas áreas administrativas. As categorias profissionais, com exceção, dão crédito para a nova gestora poder sanar algumas situações. Alguns acham que isso pode ser resolvido da noite pra o dia. São simplesmente 3 anos de desatenção para as situações mais prementes que a municipalidade padecia. Vamos dar tempo ao tempo.

AREIA BRANCA

O médico Ruidemberg Ferreira Souto ou ‘Dr. Beguinho’, assim melhor conhecido neste município e região circunvizinha, é daqueles que não se exime em deixar de prestar e dissociar seus serviços como profissional da saúde atuante nas esferas federal e municipal, com as de voluntário. É o que ele costuma dizer: “amo de coração’. Diuturnamente, ele tem prestado atendimento a quem precisa, não só na alçada dessa cidade mas, também, a quem de outras localidades precisam de seus préstimos. Siga em frente cidadão!

NA POLÍTICA

Homem sempre atuante na política, Dr. Beguinho, que já conseguiu alçar dois filhos seus à função de parlamentar municipal, teve desempenho importante nas eleições de 2016, onde se saiu vitoriosa Iraneide Rebouças e João Paulo, prefeita e vice, respectivamente. Não só em Areia Branca, mas em outros municípios vizinhos ele desenvolveu expressivo desempenho. Sua desenvoltura o cogita a figurar forte nas eleições estaduais de 2018. Vamos aguardar esses desdobramentos.

SERRA DO MEL

O prefeito ‘Bibiano’ começa a tomar pé de toda a situação em que se encontra o município de Serra do Mel, que não estava caminhando muito bem. No entanto, com um olhar de quem já foi gestor por 4 anos e provou que tem aprovação daquela população, haverá de contornar os problemas deixados no âmbito da máquina administrativa entre 2013 e 2016. O gestor já começa a cumprir com seus compromissos assumidos em campanha. Se acha bastante entusiasmado com seus projetos para Serra do Mel, a qual pretende reerguê-la muito em breve.

HAROLDO FERREIRA

Confiado a gerir o município de Felipe Guerra por mais 4 anos, graças à autêntica performance administrativa que manteve no seu primeiro mandato, o prefeito Haroldo Ferreira inicia o mês de fevereiro com sua nova equipe de auxiliares devidamente montada e, portanto, disposta a enfrentar desafios, se por ventura surgirem. Um gestor sempre de pé no chão, Haroldo é sabedor do momento de dificuldades pela qual passa, não só o seu município, mas, o Estado e o País. Reconhecido pelo que já fez por Felipe Guerra, o chefe do executivo municipal diz estar ciente de mais uma grande missão a ter de cumprir e superar, claro, isso compartilhado com o seu povo. É tamanha a responsabilidade. Por sua vez, uma gestão que deverá ser tocada a 4 mãos – diga-se Haroldo e Salomão – com o apoio total e irrestrito dos felipenses. O município só tem a ganhar. Vamos em frente!

Comentários

comentário(s)

Empresário da comunicação há mais de três décadas, presidente do sistema Rede News 360 de Comunicação.

Mais em RN em Tópicos

Subir