Redes Sociais

REDE NEWS 360

Refletindo sobre o conceito de saúde e o adoecimento no contexto atual

Psicodialogando

Refletindo sobre o conceito de saúde e o adoecimento no contexto atual

As últimas notícias das rebeliões das penitenciárias do Brasil, bem como o falecimento da ex primeira-dama Marisa Letícia trouxeram à tona mais demonstrações de que a crise que enfrentamos atualmente vai muito além do contexto político e econômico. Presenciamos, antes de tudo, uma crise de humanidade, reflexo de um estado social severamente adoecido.

Até pouco tempo atrás, saúde significava ausência de doenças, tendo em vista a predominância de um modelo biomédico pautado na ciência positivista e cartesiana que atentava apenas ao corpo físico. Hoje a compreensão é bem mais ampla e até mesmo a Organização Mundial de Saúde reconhece a saúde envolta de fatores biológicos, psicológicos, sociais e também espirituais.

Longe de ter associação com os aprisionamentos dogmáticos que sustentam grande parte das religiões, a saúde espiritual envolve as crenças sobre a nossa própria existência, os sentidos que nos impulsionam a viver, o que temos feito para evoluir como ser humano, a qualidade da nossa autoestima, os sentimentos de completude e de auto-realização.

A avaliação desses fatores reflete-se na saúde das nossas relações, no respeito que devemos ter uns aos outros e na percepção de sermos semelhantes, traduzindo singelamente o velho ensinamento de desejar ao outro aquilo que desejo para mim ou para “os meus”.

Por um lado, assistimos diariamente uma busca incessante pela vida, haja vista a modernidade de tratamentos das ciências médicas e as farmácias lotadas, vendendo medicamentos para cuidar da saúde.

Por outro, deparamo-nos com a comemoração da morte de uma mulher com a abertura de uma champagne e a injustificável alegria ao se deparar com a notícia de uma rebelião, onde centenas de homens foram mortos violentamente.

Ainda que estejamos lindos e fortes por fora, preocupados com os exames regulares de prevenção, a alimentação saudável e a prática de exercícios físicos, alimentar sentimentos ruins e desejar o mal a si mesmo ou a outrem é uma fonte de adoecimento altamente poderosa e evidentemente maléfica, mostrando-nos que é cada vez mais atual a idéia de que nós recebemos aquilo damos e a energia que jogamos no universo.

Falando nisso…

Meu sincero respeito e sentimento à família Lula da Silva, pela perda de Marisa Letícia, às famílias dos detentos mortos nas rebeliões, à família de um ícone da nossa cidade, Dona Irene, pela perda do seu jovem filho, vítima de suicídio, e a todos aqueles que hoje sofrem pela violência e pelo desamor que nos assola. Muita força e muita luz nesse momento tão difícil!

Comentários

comentário(s)

Psicóloga e mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Atua como psicóloga clínica no Núcleo de Desenvolvimento Humano, em Mossoró - (CRP-RN: 17/3108). Formada pela Escola Experimental de Psicologia e Psicoterapia Fenomenológico-Existencial. Formada pela English School of Canada, em Toronto.

Mais em Psicodialogando

Subir