Redes Sociais

REDE NEWS 360

“Fátima, o PT e a ideologia deles são responsáveis por afundar o RN”, reforça jurista

Política

“Fátima, o PT e a ideologia deles são responsáveis por afundar o RN”, reforça jurista

O jurista e jornalista Gustavo Negreiros reforçou sua posição de que a senadora Fátima Bezerra, o Partido dos Trabalhadores e a ideologia seguida por eles, são os responsáveis “por afundar o Rio Grande do Norte”. No último domingo 12, Negreiros foi às redes sociais para apresentar estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que demonstrou que, de 2002 a 2014 (época em que o Brasil foi governado pelo PT), o Rio Grande do Norte foi o pior estado do Nordeste no tocante ao desenvolvimento econômico-industrial.

Para justificar seu ponto de vista, Negreiros expôs que órgãos fiscalizadores da União que agem no Rio Grande do Norte, possuíam, nesta época, representantes indicados pela senadora Fátima Bezerra – a quem ele identifica como “comando mais poderoso do PT no estado potiguar”. Como exemplo, o jurista citou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que – assim como outras instituições – teriam dificultando a ação de empresários para fomentarem a economia no estado naquele período.

“O Ibama mesmo foi a Mossoró, multaram inúmeras salinas. O diretório do Ibama, indicado pela senadora Fátima Bezerra, foi à imprensa para sugerir a implosão dos hotéis da Via Costeira. Imagina o que seria de Natal e do turismo do Rio Grande do Norte se esses hotéis, que agregam valor à cidade, fossem destruídos? O que seria dos empregos e da economia do estado? São vários órgãos, como o Patrimônio da União e o MPU, que estavam em uma crescente para afugentar o investidor do estado. Pode ser que eles não gostem disso, mas a realidade é a que se viu. Empresários, salineiros de Mossoró, gestores de empresas de camarão – esse pessoal todo está sofrendo absurdamente com isso”, opinou Negreiros.

Nos dados divulgados pelo IBGE, o Rio Grande do Norte aparece atrás de todos os estados do Nordeste como propulsores de economia e indústria. Na visão de Gustavo Negreiros, isso é justificado pela falta de segurança jurídica que cercam os empresários, que acabam tendo medo de empreender no estado. “Na hora em que você não oferece segurança jurídica; na hora em que tudo passa a ser crime ambiental, e que as licenças são negadas ou dificultadas, isso afugenta quem quer investir, então acaba sendo muito melhor ir para a Paraíba, Ceará e Pernambuco, que vão crescendo – e isso foi mostrado no estudo do IBGE”.

Para o jurista, o governo do PT quebrou a economia brasileira durante o período em que Lula e Dilma Rousseff presidiam. Em outro viés, o fato do PT estar no governo, facilitou a inserção de pessoas em órgãos fiscalizadores, como o Ibama, que tinham “os empresários como bandidos”. “A primeira culpa é pelo desastre na economia do governo federal administrado pelo PT, que levou à quebradeira no Brasil e a milhões de desempregados, culminando no impeachment de Dilma. A segunda culpa é colocar no comando de órgãos essenciais da União gente que não tem perfil técnico, mas ideológico e partidário. Tem gente que acha que quem desenvolve a economia são a União, Estado e os Municípios – mas não, quem faz isso são as empresas”, disse.

Em conclusão, Gustavo Negreiros apontou que Fátima se mostrou contra o desenvolvimento do Rio Grande do Norte no momento em que permitiu que seus “indicados” expusessem ideologias que, em sua visão, atrapalhariam empresários e empreendedores no estado. “Havia uma hostilidade nos órgãos reguladores da União que ela comandava, então não se pode culpar apenas uma pessoa por um problema deste tamanho, mas que ela é a grande responsável, é, assim como o partido e a ideologia dela. Se ela tivesse se desfiliado do PT, mostraria que não concorda com isso, mas, no momento em que o indicado dela vai no jornal sugerir implodir a Via Costeira, e ela não retira essa pessoa do órgão, mostra que concorda – Fátima contribuiu decididamente para isso”, encerrou.

Agora RN
Imagem: Reprodução

Comentários

comentário(s)

Sistema Rede News 360 de Comunicação – Mossoró/RN

Mais em Política

Subir