Redes Sociais

REDE NEWS 360

Pastor Francisco Miranda reitera apoio a pré-candidatura de Antônio Jácome ao Senado e defende Carla Dickson para a Câmara Federal

Política

Pastor Francisco Miranda reitera apoio a pré-candidatura de Antônio Jácome ao Senado e defende Carla Dickson para a Câmara Federal

Erinaldo Silva / Da Redação

Uma das principais lideranças religiosas da região Oeste do Rio Grande do Norte, o pastor Francisco Cícero Miranda, presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Mossoró (IEADEM), falou com exclusividade ao REDE NEWS 360, na manhã desta quarta-feira (27), ocasião em que reiterou seu apoio a pré-candidatura do atual deputado federal Antônio Jácome (PODE/RN) ao Senado e apontou a médica Carla Dickson (PROS) como o nome que deve ocupar a vaga deixada por Jácome na Câmara Federal.

Pr. Miranda explicou que essa é uma posição pessoal e frisou que a instituição que ele preside não tem projeto político. “Como pastor, primeiramente eu quero fazer um enfoque: dizer a você que a igreja, como instituição religiosa, não tem projeto político. Agora, membros da igreja estão na política. É o caso do deputado Antônio Jácome, que é membro da nossa igreja há muito tempo e, além disso, é um amigo pessoal. Tão logo recebeu o convite, diretamente do senador José Agripino, para disputar o Senado, Jácome consultou os amigos, inclusive a minha pessoa, quando nos encontramos na cidade de Assu. A princípio eu até brinquei com ele dizendo: estão querendo lhe jogar fora da política [risos]. Mas ele me explicou as razões. Como cristão que ele é, me falou dos diálogos reservados dele com Deus, detalhou toda a articulação advinda desse entendimento de disputar o Senado, de forma que eu compreendi, enxerguei as possibilidades que ele está tendo nesse momento da sua vida pública e estou de acordo com essa decisão dele. Ele tem o meu apoio e eu sou partidário. Já disse a ele: se você tentar a reeleição, tem meu apoio, se for candidato ao Senado, tem meu apoio, embora eu tenha um pé atrás em relação a essa candidatura dele ao Senado”, declarou o Pr. Francisco Miranda.

Ao Pr. Miranda o deputado Jácome externou entusiasmado que a decisão de disputar o Senado Federal já está tomada. O líder evangélico não só apoia, mas também enxerga viabilidade no projeto.

“A mim ele [Antônio Jácome] disse que está mesmo decidido a disputar o Senado, haja vista a viabilidade que ele aponta e que eu percebo que ele tem razão, uma vez que o senador José Agripino assegurou o total apoio do seu partido, o DEM, com seus mais de 30 prefeitos no estado; o senador Garibaldi, que será seu companheiro de chapa, garantiu pedir o segundo voto para Jácome, aos 46 prefeitos que o MDB possui no RN; enfim, entendemos que os apoios desses prefeitos não virão de forma automática, mas ter a garantia de empenho de dois dos três atuais senadores realmente deixa o Jácome numa situação bem favorável”, apostou.

O pastor Miranda avaliou de forma positiva a representatividade do segmento evangélico brasileiro no Congresso Nacional e disse acreditar que, em relação a representatividade potiguar, em especial, a expectativa é de que essa melhore a partir da eleição desse ano, defendendo também a pré-candidatura da médica Carla Dickson (PROS) como o nome ideal para substituir Antônio Jácome na Câmara Federal.

“Atualmente, entre deputados e senadores, nós do segmento evangélico temos mais de 80 parlamentares. Indiscutivelmente nossa representatividade no Congresso Nacional aumentou. E isso é muito importante. Em relação ao Rio Grande do Norte, nós estamos agora com essa expectativa de termos um representante senador. A bancada potiguar na Câmara Federal está perdendo três deputados que não irão disputar a reeleição. São eles: Antônio Jácome, Zenaide Maia e Felipe Maia. A impressão que temos é que Zenaide será substituída pelo irmão João Maia e Felipe pelo pai Agripino. Em relação à vaga deixada por Jácome, essa pode ser preenchida pela Dra. Carla Dickson, que também representa o segmento evangélico. Isso é algo que ainda está sendo articulado e, se concretizado, assim teremos um quadro de representatividade mais interessante a partir de 2019”, avaliou.

Miranda se mostrou preocupado com a situação do deputado estadual Jacó Jácome, que também representa o segmento evangélico e corre o risco de não ter legenda para disputar a reeleição, uma vez que é filiado ao PSD do governador Robinson Faria e seu pai, Antônio Jácome, tomou posição contrária a do governador. O líder religioso disse esperar que o governador tome uma decisão a altura do homem público que é, a qual não prejudique o jovem parlamentar Jacó Jácome.

“Há essa indefinição em relação ao deputado estadual Jacó Jácome, que representa o nosso segmento evangélico na Assembleia Legislativa, que pode ficar sem partido diante a posição política do seu pai. Mas eu digo que isso só acontecerá se o governador Robinson Faria optar por uma decisão menor. Espero que o governador não tenha essa postura, pois Jacó não está indo pleitear um espaço para tentar um mandato, ele está reivindicando o direito de disputar uma reeleição. Espero de Robinson uma atitude maior. Não quero acreditar que ele seja capaz de usar de uma pequenez e assim atrapalhar a vida pública de um jovem político que tão bem iniciou”, defendeu o Pr. Francisco Miranda.

Fotos: Zana Fernandes

 

Comentários

comentário(s)

Sistema Rede News 360 de Comunicação - Mossoró/RN

Mais em Política

Subir