Redes Sociais

REDE NEWS 360

Maior franquia de hotéis do mundo vai abrir 13 novas unidades no Brasil

Empreendedorismo

Maior franquia de hotéis do mundo vai abrir 13 novas unidades no Brasil

A maior franqueadora de hotéis do mundo, Wyndham Hotels & Resorts, vê no Brasil potencial para ser o principal país da América Latina – hoje está em terceiro, atrás da Argentina e do México. Para fazer frente à gigante Accor Hotels, planeja estampar 50 novos hotéis em 2019, sendo que 60% já está com contratos assinados. Do total previsto para o ano, 13 serão no Brasil. “O Brasil é um país que tem muita oportunidade e estamos investindo bastante. Acredito que nos próximos três anos será o primeiro ou segundo país mais importante na região, a depender de quanto o México crescer” diz Alejandro Moreno presidente do grupo Wyndham para a América Latina e Caribe, em entrevista exclusiva à EXAME.

O grupo inaugurou seu escritório no país em 2018 com o objetivo de promover suas bandeiras como destino para estrangeiros, tanto o público executivo quanto famílias. Recentemente, inaugurou seu primeiro hotel com administração própria no Brasil, o resort Wyndham Gramado, no Rio Grande do Sul, e a partir de 14 de dezembro será a nova bandeira do antigo Sheraton Barra (atual Gran Nobile Barra), o primeiro empreendimento da bandeira na cidade (o contrato foi fechado no dia 30 de novembro).

“Sabemos que o Rio de Janeiro passa por uma situação delicada e que a demanda não está como se esperava, mas acreditamos no potencial do hotel”, diz Moreno. Atualmente são 36 hotéis no Brasil com seis bandeiras, entre elas Wyndham e Ramada. Uma nova marca, a La Quinta, deve estrear no Brasil no ano que vem. Na América Latina, são 220 hotéis e, no próximo ano, a previsão é chegar a 260 hotéis. O grupo já tem escritórios também no México, Colômbia e Argentina.

“A crise ajudou a indústria hoteleira brasileira porque mais pessoas deixaram de viajar para o exterior e exploraram destinos aqui. Além disso, o aumento de voos para a Argentina levou os hermanos a aumentar bastante a procura por cidades do Nordeste e também Rio de Janeiro”, diz o executivo.

O principal negócio do grupo no mundo é o modelo de franquia, em que a administração é terceirizada a um parceiro e o grupo é responsável pela consultoria de padronização da estrutura e serviço. Esse é o modelo de 85% dos 9 000 hotéis – o restante é administração própria. Ao todo, 798 mil apartamentos em mais de 80 países são oferecidos em hotéis com suas 20 marcas. No ano passado, o grupo faturou 5,1 bilhões de dólares, crescimento de 3% em relação ao 2016.

*Via Exame / Foto: Divulgação

Comentários

comentário(s)

Sistema Rede News 360 de Comunicação - Mossoró/RN

Mais em Empreendedorismo

Subir