Redes Sociais

REDE NEWS 360

Polo Norte está se deslocando do Canadá rumo à Rússia

Mundo

Polo Norte está se deslocando do Canadá rumo à Rússia

A movimentação mais rápida do que o esperado do norte magnético da Terra está levando os cientistas a correrem contra o tempo para atualizar o World Magnetic Model (WWM), um modelo que prevê a localização do norte magnético do planeta e sua distância do norte verdadeiro, determinado pela linha imaginária sobre o eixo sobre o qual gira a Terra.

Esse modelo é fundamental para a orientação de aviões e navios, principalmente na região do extremo norte do planeta. Se o GPS falha, os pilotos recorrerão à navegação de bússola e, assim, precisarão de mapas atualizados em seus computadores de bordo.

A TRAJETÓRIA DO PÓLO NORTE MAGNÉTICO DESDE 1590 ATÉ HOJE. (FOTO: NOAA)

Sem isso, fica impossível saber para onde está indo. “Percebemos que particularmente em torno do polo norte magnético, os erros no modelo se tornaram grandes demais para serem úteis”, disse Ciaran Beggan, um geofísico da British Geological Survey que trabalha na atualização do modelo, ao site britânico The Guardian, .

“Nós sabemos dos registros de navios antigos que, nos últimos 400 anos, o polo magnético norte permaneceu no norte do Canadá. Até os anos 1900, ele se movia talvez dezenas de quilômetros, indo e vindo”, contou.

“Mas nos últimos 50 anos, começou a se mover para o norte e, nos últimos 30 anos, começou a se acelerar”, disse ele. “Passou de cinco a dez quilômetros por ano para 50 ou 60 quilômetros por ano hoje. Agora está se movendo rapidamente para a Sibéria.”

As alterações, no entanto, só são perceptíveis por quem precisa de uma navegação extremamente precisa. “A correção é apenas uma fração de um grau”, disse Beggan.

Por que acontece?

De acordo com os pesquisadores, essa mudança mais rápida se dá pela formação de uma corrente estreita, muito parecida com a corrente de ar na atmosfera, no núcleo externo líquido da Terra. O núcleo de ferro-níquel é tão quente que flui como água, a 3 mil quilômetros abaixo da superfície, criando o campo magnético e arrastando-o pelo planeta.

“O polo norte magnético foi pego neste jato e está empurrando rapidamente para a Sibéria”, disse Beggan. O polo magnético sul está se movendo muito mais lentamente que o norte, porque o núcleo externo líquido está se movendo de maneira diferente no hemisfério sul.

PÓLO SUL MAGNÉTICO ESTÁ CADA VEZ MAIS PERTO DA AUSTRÁLIA. (FOTO: NOAA)

Como o campo magnético da Terra está ficando cada vez mais fraco, muitos cientistas acreditam que ele acabará virando, com os polos norte e sul mudando de lugar como um imã. Os pesquisadores sabem, a partir de traços deixados, que isso já aconteceu antes, mas não nos últimos 780 mil anos. Tal sacudida não seria instantânea, mas levaria mil ou mais anos para se completar.

Galileu

Comentários

comentário(s)

Sistema Rede News 360 de Comunicação - Mossoró/RN

Mais em Mundo

Subir