Redes Sociais

RN 360º

RN 360º

Rede pública de Guamaré passa a atender mulheres com cirurgia plástica redutora de mamas

Guamaré

Rede pública de Guamaré passa a atender mulheres com cirurgia plástica redutora de mamas

Símbolo de feminilidade, os seios são também o orgulho de toda a mulher, porém, especialistas advertem que seios muito grandes podem causar desconforto e problemas de saúde. Atuando fortemente na saúde da mulher, a Prefeitura de Guamaré passa a partir da gestão do prefeito Adriano Diógenes a oferecer, gratuitamente, a cirurgia conhecida como Mamoplastia Redutora.

Nesta sexta-feira, 10, cinco pacientes já se submeteram a esse tipo de intervenção cirúrgica no Centro Cirúrgico do Hospital Manoel Lucas de Miranda. As cirurgias reparadoras de mama foram um sucesso e aconteceram sob a responsabilidade de uma equipe com dois cirurgiões plásticos, um médico anestesista e dois técnicos de enfermagem.

“Essas cirurgias plásticas não têm a função estética, mas sim funcional, para aquelas pacientes que possuem problemas limitantes ou que tenham vergonha de sua condição, preferindo o isolamento para fugir do convívio social”, explicou o prefeito Adriano Diógenes.

Ao apresentar o novo serviço da rede pública de saúde do município, o prefeito Adriano Diógenes lembrou que: “mais uma vez, Guamaré mostra seu pioneirismo na saúde em nosso Estado e entrega à população sem custo algum, mais um serviço exclusivo no SUS em nosso Estado”.

Problemas mais comuns

As mamas gigantes além dos problemas de coluna como escoliose provocam dores por muitas vezes incapacitantes. Outros problemas como a baixíssima autoestima e as dificuldades de socialização estão no diagnóstico das pacientes que precisam desse tipo de intervenção cirúrgica.

Acesso ao serviço

O processo de seleção de pacientes para esse tipo de cirurgia acontece a partir da Atenção Básica, nas UBS´s e com as equipes do programa Estratégia Saúde da Família-ESF. “O médico da família avalia o paciente, encaminha para o ambulatório especializado e o cirurgião faz uma segunda avaliação para decidir se o caso é cirúrgico”, explicou o Secretário Fabrício Morais.

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Mais em Guamaré

Subir