Redes Sociais

RN 360º

Gasolina de Mossoró é a mais cara do Rio Grande do Norte

Foto: Reprodução

Economia

Gasolina de Mossoró é a mais cara do Rio Grande do Norte

O preço dos combustíveis vem sendo um dos principais questionamentos dos consumidores mossoroenses, principalmente após os constantes aumentos que ocorreram nos últimos meses, especialmente em relação à gasolina. Esse questionamento é ainda maior se levado em consideração o fato de a gasolina em Mossoró ser a mais cara do estado, de acordo com o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

De acordo com a Agência, o preço médio da gasolina em Mossoró é de R$ 4,69, conforme o levantamento feito em 17 postos de combustíveis, entre os dias 16 e 22 de junho. Esta é a maior média do estado, dentro da comparação com os municípios que são fiscalizados pela ANP. Em Natal, por exemplo, o preço médio é de R$ 4,42.

A ANP averigua o preço dos combustíveis em três municípios do estado, além de Mossoró. São eles: Caicó, Natal e Parnamirim. Em Parnamirim e Caicó, a gasolina está custando, em média, R$ 4,36 e R$ 2,56, respectivamente. A ANP acompanha, por meio de monitoramento feito semanalmente, os postos de combustíveis desses municípios.

Crédito da foto: Marcos Garcia

Com a média de R$ 4,69, o preço da gasolina em Mossoró ainda está bem acima da média registrada no Brasil, que é de R$ 4,44. O valor médio do combustível na segunda maior cidade do RN vem se mantendo há pelo menos duas semanas, após o anúncio da redução do preço dos combustíveis, que foi feito pela Petrobras.

Antes dessa redução, a gasolina em Mossoró estava custando, em média, R$ 4,88. Este valor acima da média estadual e nacional faz que os consumidores se sintam lesados, levando-se em consideração que o estado, além do município de Mossoró, é produtor de petróleo. O petroleiro Walter Dantas afirma que não consegue entender o motivo desse preço tão alto no município, diante dessa realidade de produção do município.

“Mossoró é o principal produtor de petróleo em terra do país e, mesmo assim, a gente continua pagando mais caro pelo combustível do que outros estados. Por exemplo, no estado da Paraíba, a gasolina é sempre mais barata em torno de R$ 0,30 do que no RN. E em relação a Mossoró nem se fala, porque a gasolina é mais cara do que a própria capital. Eu acho um desrespeito com a população, é nítido que aqui em Mossoró a gasolina é meio que tabelada. É um abuso enorme ter de pagar o combustível mais caro, sendo o principal produtor em terra da matéria prima. Não tem lógica, mas como a gente precisa, tem que nos sujeitar a pagar mais caro”, disse o petroleiro.

Mesmo com o preço acima da média, os mossoroenses já sentiram uma redução no preço da gasolina, que, no mês de maio, esteve custando, em média, R$ 4,78. No entanto, a segunda maior cidade do estado do Rio Grande do Norte foi a que apresentou a menor redução no preço dos combustíveis, mesmo após os anúncios que a Petrobras anunciou, desde o início do mês de junho.

Cidades como Natal e Parnamirim, por exemplo, apresentaram o preço médio da gasolina acima do preço em Mossoró (R$ 4,80 e R$ 4,83, respectivamente) no mês de maio. Esses municípios, após a redução do preço dos combustíveis, repassaram para os consumidores esse reajuste. É justamente esse repasse que é questionado pelos mossoroenses, uma vez que ele ocorre de forma lenta, quando se trata de uma redução do preço.

“Soube que no final de semana houve uma nova redução no preço dos combustíveis, algo em torno de 0,4%. Mas, esse reajuste nunca é repassado para os consumidores. Abasteci nesta segunda, 24, num posto próximo da minha casa e questionei ao frentista sobre essa redução, mas ele disse que não tinha conhecimento. São essas coisas que acho incríveis, porque quando há aumento, logo vemos o reajuste nas bombas, mas quando ocorre a redução, praticamente não é repassado esse decréscimo para a gente”, finalizou o petroleiro Walter Dantas.

Postos de Mossoró vendem etanol a preço menor do que a média

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) averigua, semanalmente, os preços dos combustíveis que são vendidos nos postos de Mossoró e de outros três municípios do estado do Rio Grande do Norte. De acordo com o último levantamento feito pela Agência, que monitorou os postos de combustíveis entre os dias 16 e 22 de junho, o preço médio do etanol que vem sendo cobrado nas bombas é de R$ 3,74.

No entanto, em alguns postos de Mossoró, os consumidores estão conseguindo abastecer com etanol a preço mais baixo do que foi registrado no levantamento da ANP. Ultimamente, devido o alto preço da gasolina, os consumidores estão optando pelo etanol para abastecer os veículos.

“Desde que o preço da gasolina começou a aumentar consideravelmente, eu comecei a optar pelo etanol. Embora o consumo desse tipo de combustível seja um pouco maior, pois ele evapora mais rápido, tem sido uma boa opção para mim, que tenho saído menos com o carro. Sem contar que já encontrei o etanol custando R$ 3,59 o litro, ou seja, bem mais em conta do que a gasolina, que está custando mais de R$ 4,50”, disse o comerciante Julio Santos.

Os consumidores relatam ainda que conseguem encontrar diferenças significativas entre o preço do etanol e do diesel nos postos de combustíveis de Mossoró, diferente do que acontece com o preço da gasolina. “O preço da gasolina é praticamente o mesmo em todos os postos de Mossoró. Mas, com o preço do etanol e do diesel, por exemplo, nós conseguimos ver uma diferença enorme em relação aos postos. Já vi posto que vende o diesel a R$ 4,80 o litro, enquanto outro posto vende a R$ 4,60. Uma diferença de R$ 0,20 por cada litro. O mesmo acontece com o etanol”, complementou o comerciante.

*Amina Costa/Jornal de Fato

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Mais em Economia

Subir