Redes Sociais

RN 360º

Vereador Emílio Ferreira propõe que escolas estimulem produções literárias em Mossoró

Educação

Vereador Emílio Ferreira propõe que escolas estimulem produções literárias em Mossoró

As escolas públicas e privadas do município poderão incluir na grade curricular, livros de paradidáticos de autores mossoroenses. A proposta foi apresentada, por meio de projeto de Lei protocolado esta semana, pelo vereador Emílio Ferreira (PSD).

Entrevistado pelo portal RN 360°, o parlamentar explicou que a iniciativa tem por finalidade estimular produções literárias na cidade, como também ampliar os conhecimentos dos alunos, sobretudo em relação à história local.

“A política de valorização dos autores do município, proposta no presente projeto, também tem a finalidade de promover uma integração acentuada entre os estudantes mossoroenses e os autores da terra. A interação entre estudante e autores vai auxiliar no desenvolvimento de pesquisas, auxiliando no conhecimento de nossa cultura, de nossa história do nosso povo dentre outros inúmeros benefícios que serão fundamentais na boa formação educacional de nossos jovens, além de promover a preservação de nossas raízes culturais”, explica o edil.

Emílio Ferreira acrescenta que a Lei servirá como estímulo para as novas produções literárias, na medida em que os autores terão a garantia de que as unidades de ensino adotarão as obras. “O livro paradidático é uma ferramenta indispensável no ambiente educacional na medida em que o professor poderá utilizá-lo como recurso para o planejamento e elaboração de aulas, bem como atividades, selecionar questões”, assinalou o parlamentar mossoroense.

De acordo com o vereador, o não cumprimento da proposta acarretará punições. Segundo ele, as penalidades estão divididas em faixas que vão desde multa à cassação da licença de funcionamento do estabelecimento educacional. A matéria segue em análise nas Comissões Permanentes do Legislativo. “Acredito que a matéria será acatada por se tratar de uma proposta que vai beneficiar o setor cultural e educacional”, prevê o parlamentar.

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Mais em Educação

Subir