Redes Sociais

CREAS atende mais de 1.400 pessoas em situação de rua em 2019

Mossoró

CREAS atende mais de 1.400 pessoas em situação de rua em 2019

O Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS) encerrou na noite de quarta-feira, 18, as ações desenvolvidas com pessoas em situação de rua no ano de 2019, com um jantar de confraternização realizado na Praça Vigário Antônio Joaquim.

A Prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, fez questão de participar do momento de confraternização. “Nós estamos na confraternização realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Juventude, através do CREAS, com as pessoas em situação de rua. O trabalho vem sendo desenvolvido ao longo de todo ano, promovendo mais dignidade a essas pessoas, encaminhando para recuperação, para atendimento médico, um trabalho intenso, importante, de fraternidade, de amor e de solidariedade, um trabalho que representa todo esse sentimento do Natal”, destaca a prefeita.

A programação contou com apresentações culturais do Pastoril do Centro Geriátrico, apresentação do grupo de teatro da Universidade Federal do Semi Árido (UFERSA), projeto Ufersa Cultural.

A Assistente Social, Valéria Samanta Pereira Costa, coordenadora do CREAS, explica que o Centro de Referência Especializada em Assistência Social desenvolve uma série de serviços, como o Serviço de Proteção Integral a Família, e o Serviço de Abordagem Social de proteção realizado continuamente com o objetivo principal de atender pessoas que estão em situação de risco pessoal e social, direcionada a crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual ou trabalho infantil, e pessoas em situação de rua.

“Em Mossoró, o maior índice são pessoas adultas em situação de rua. O serviço acontece duas vezes por semana, ao longo de todo o ano, e hoje estamos fazendo o encerramento das atividades de 2019. O programa será retomado em janeiro de 2019. Hoje, a ação objetiva oportunizar um ambiente de confraternização, que não recebam apenas as quentinhas como eles sempre recebem, mas que sentem a mesa, para comerem de forma digna, e que eles possam se confraternizar, se socializar e interagir”, afirma.

A coordenadora do CREAS ressalta que nos encontros semanais as equipes realizam a abordagem, encaminham para emitir documentação (RG, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor, CPF), para atendimentos de saúde, para acolhimento, para o Ministério Público fazer intervenção quando é o caso. “Ao longo deste ano, realizamos uma média de 1.400 atendimentos, mais de 80 atendimentos por mês, alguns meses com mais registros. Hoje em Mossoró tem aproximadamente 350 pessoas em situação de rua, algumas estão inativas, porque algumas foram presas, outras internadas no São Camilo, ou voltaram para sua cidade, mas durante esse período temos esse número de cadastro”, frisa.

Francisco Robson da Silva, 29 anos, é uma das pessoas atendidas pelo CREAS. Depois de um longo período em situação de rua, após os atendimentos do programa, voltou há uma semana para casa, e agora trabalha junto com a família na distribuição de milho verde para os supermercados da cidade. “Esse trabalho do CREAS é maravilhoso, porque me motivou a voltar para casa. Antes dos atendimentos das equipes, as pessoas de rua eram humilhadas, agora somos acolhidos, tratados com dignidade, recebemos comida”, comenta.

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Mais em Mossoró

Subir