Redes Sociais

Novo Bolsa Família contará com três novas faixas de benefícios

Foto: Reprodução

Economia

Novo Bolsa Família contará com três novas faixas de benefícios

O Governo Federal está fazendo os últimos ajustes para uma reforma que vai mudar o Bolsa Família, principal programa social do Brasil e que é voltado para a população de baixa renda. O Ministério da Cidadania, a pedido da Casa Civil, propôs a reformulação do programa.

Nova marca

O programa, que foi a principal marca do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, deve se chamar agora “Renda Brasil”.

O benefício será ampliado para atender jovens de até 21 anos e conceder valores maiores aos beneficiários.

Como é atualmente?

O programa paga o benefício conforme a renda familiar. Ou seja, para pessoas que estão na faixa da pobreza e da extrema pobreza, o valor pode chegar a R$ 205 mensais. Na folha de setembro, por exemplo, o benefício médio pago às famílias pelo Bolsa Família foi de R$ 189,21.

Principais mudanças

O governo quer dividir o programa em três novas faixas de benefícios:

  • Cidadania: voltado para as famílias de baixa renda;
  • Primeira infância: para crianças de até 3 anos;
  • Crianças e jovens: para jovens de até 21 anos.

Olimpíada de conhecimento

O governo também quer premiar os alunos que tiverem sucesso na olimpíada de conhecimento. Ou seja, pretende criar um extra para valorizar a quem passou de ano e também para os que se destacaram no esporte.

A equipe econômica está definindo ainda o volume de recursos adicionais ao programa. O plano original era aumentar em R$ 16,5 bilhões os recursos para o programa, que tem orçamento previsto para 2020 de R$ 20,5 bilhões.

Qualquer mudança feita no Bolsa Família afeta aproximadamente 13,5 milhões de famílias. As alterações devem ser divulgadas oficialmente até o início do próximo ano.

*Via Seu Crédito Digital

Comentários

comentário(s)

RN 360º - Seu portal de notícias.

Mais em Economia

Subir