segunda-feira, novembro 23, 2020

Covid-19: 9 países já testam vacinas em humanos e 3 já estão na etapa final

Reino Unido, China e Estados Unidos lideram na corrida por uma imunização para o coronavírus Sars-Cov-2; Há 164 pesquisas em desenvolvimento, segundo a OMS.
More

    Últimas Notícias

    Allyson Bezerra dispara e empata com Rosalba, aponta pesquisa Agorasei/Difusora

    O Instituto Agorasei/Difusora divulgou nesta quarta-feira, 28, a segunda pesquisa eleitoral com as intenções de votos para a Prefeitura de Mossoró nas...

    Candidato a vereador defende boas práticas políticas e inovação

    Às vésperas de iniciar a campanha eleitoral, Lawrence Amorim desponta como um candidato a vereador forte a uma das 23 vagas da...

    MARÍLIA DANTAS

    Coluna RN em Tópicos por Gomes Sobrinho No município de Governador Dix- Sept Rosado, a jovem Marília Dantas,...

    GILBERTO MARTINS TERÁ MARÍLIA DANTAS COMO CANDIDATA A VICE

    Coluna RN em Tópicos por Gomes Sobrinho Em Governador Dix-sept Rosado uma das chapas de oposição ao prefeito Antônio...

    Isolda Dantas propõe uso do rejeito do Caju em projetos alternativos

    A parlamentar aponta que a utilização do fruto vem limitando-se em sua maioria à comercialização da castanha.

    A deputada Isolda Dantas (PT) encaminhou requerimento direcionado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar do Rio Grande do Norte (SADRAF) solicitando que seja realizado estudo de viabilidade econômica para implantação de projetos destinados aos produtores de Caju da Serra do Cajueiro, no município de Florânia.

    “A produção do Caju no Estado conta com área de plantio superior a 120 mil hectares, localizados especialmente na região oeste. No entanto, a utilização do fruto vem limitando-se em sua maioria à comercialização da castanha, sendo o restante do fruto rejeitado junto ao meio ambiente e locais de plantio. O aproveitamento integral do caju se constitui em alternativa econômica viável que pode ser destinada aos agricultores e comunidades que subsistem desta cultura”, justifica a parlamentar. 

    De acordo com a deputada a ideia é que com o rejeito do caju possam ser realizados projetos alternativos que contemplem comunidades carentes do Estado. “Nesse sentido, nosso mandato foi procurado por produtores da região da Serra do Cajueiro para que o Governo do Estado possa viabilizar projetos alternativos para que esses pequenos produtores possam utilizar do caju para outros fins, como sucos, vitaminas, bebidas e outros. Para tanto, necessitariam de cozinhas industriais e outros equipamentos e projetos”, explica Isolda.

    Últimas Notícias

    Allyson Bezerra dispara e empata com Rosalba, aponta pesquisa Agorasei/Difusora

    O Instituto Agorasei/Difusora divulgou nesta quarta-feira, 28, a segunda pesquisa eleitoral com as intenções de votos para a Prefeitura de Mossoró nas...

    Candidato a vereador defende boas práticas políticas e inovação

    Às vésperas de iniciar a campanha eleitoral, Lawrence Amorim desponta como um candidato a vereador forte a uma das 23 vagas da...

    MARÍLIA DANTAS

    Coluna RN em Tópicos por Gomes Sobrinho No município de Governador Dix- Sept Rosado, a jovem Marília Dantas,...

    Veja Também

    Allyson Bezerra dispara e empata com Rosalba, aponta pesquisa Agorasei/Difusora

    O Instituto Agorasei/Difusora divulgou nesta quarta-feira, 28, a segunda pesquisa eleitoral com as intenções de votos para a Prefeitura de Mossoró nas...

    Candidato a vereador defende boas práticas políticas e inovação

    Às vésperas de iniciar a campanha eleitoral, Lawrence Amorim desponta como um candidato a vereador forte a uma das 23 vagas da...

    MARÍLIA DANTAS

    Coluna RN em Tópicos por Gomes Sobrinho No município de Governador Dix- Sept Rosado, a jovem Marília Dantas,...