quarta-feira, abril 14, 2021

Sem lockdown, chegaremos a 5 mil mortes diárias no fim de abril, diz pesquisador da Fiocruz

Coordenador do Observatório Covid-19 da Fiocruz, o professor Carlos Machado é um especialista em grandes desastres na área da saúde. Há mais de 20...
More

    Últimas Notícias

    Quem vai encarar Fátima Bezerra em 2022?

    Uma pergunta que já é feita pelos norte-rio-grandenses é: Quem vai encarar a atual governadora Fátima Bezerra (PT) na disputa pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte em 2022?

    É que o movimento antipetista não tem funcionado muito bem por aqui. Em 2018, ela foi eleita ao governo do RN de forma fenomenal, derrotando as oligarquias e superando toda a rejeição que o PT adquiriu no cenário nacional devido às graves revelações envolvendo o partido, as quais vieram à tona na Operação Lava Jato.

    PSDB de Ezequiel

    Ezequiel Ferreira é um possível nome para a disputa ao Senado Federal em 2022. (Foto: Reprodução)

    É bem verdade que nas eleições municipais deste ano o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), comandado no RN pelo Presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, e que detém a maior bancada na Casa legislativa estadual, triplicou o seu número de prefeitos no Rio Grande do Norte e se firmou como um dos maiores partidos políticos do estado, passando a contar com 31 prefeitos, 25 vice-prefeitos e 244 vereadores.

    Álvaro Dias, por exemplo, se reelegeu sem grandes dificuldades prefeito da capital potiguar Natal. Enquanto isso, Dr. Tadeu, de apenas 28 anos de idade, ficou com o comando de Caicó, principal município da região do Seridó e o 7º maior do RN.

    Em tempo, Mossoró (2º) ficou sob o comando de Allyson Bezerra do Solidariedade, Parnamirim (3º) com Taveira do Republicanos, São Gonçalo do Amarante (4º) com Paulinho do PROS, Macaíba (5º) com Emídio Jr. do PL e Ceará-Mirim (6º) com Júlio Cesar do PSD.

    Assim sendo, considerando o quão se agigantou no RN ao longo dos últimos anos do PSDB, podemos considerar que o partido pode sim ser um forte adversário da atual governadora, Fátima Bezerra (PT), caso ela venha disputar a reeleição e encontre como obstáculo uma eventual candidatura de Ezequiel Ferreira ao governo do estado.

    Entretanto, ao que tudo indica, o foco de Ezequiel Ferreira é o Senado Federal. Considerando que uma vaga de senador estará em disputa no RN nas próximas eleições nacionais, Ezequiel estaria preferindo um embate com o atual senador Jean Paul Prates (PT) ao invés de um embate com Fátima Bezerra.

    MDB dos Alves

    Filho do ex-governador Garibaldi, Walter Alves é nome que não deve ser ignorado na política potiguar, mas ainda não parece ser o seu momento ao governo do RN. (Foto: Reprodução)

    Tendo eleito o maior número de prefeitos no RN nas eleições municipais deste ano, 39 ao todo, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) tem como figura cotada para uma eventual disputa ao governo do RN o deputado federal Walter Alves, filho do ex-senador e ex-governador Garibaldi Alves Filho.

    No comando de municípios como São José de Mipibu (10º), na Grande Natal, Nova Cruz (12º), no Agreste e Apodi (13°), no Oeste, o partido foi ofuscado pelo PSDB que ficou com o comando de municípios maiores, dentre eles a capital potiguar.

    Desta forma, é pouco provável que o MDB apresente uma candidatura competitiva ao governo do RN. Está mais para participar das eleições de 2022 somando em alguma aliança que lhe convenha, algo que, caso venha acontecer, não deve ser subestimado.

    Rogério Marinho

    Rogério Marinho é, sem dúvida, da confiança do presidente Bolsonaro. Mas não parece ser da confiança do povo do RN. (Foto: Reprodução)

    Atual Ministro do Desenvolvimento Regional do governo Bolsonaro, Rogério Marinho é nome para um possível projeto majoritário estadual bolsonarista no RN. Entretanto, este depende e muito da situação na qual venha se encontrar o governo Bolsonaro não só no contexto nacional, mas, especialmente no RN, estado do Nordeste brasileiro, região sob a qual a direita tem grande dificuldade de avançar. Além disso, embora bem articulado perante a classe política, devido a sua posição pro-liberalismo econômico, Rogério Marinho é nome pesado no cenário político potiguar.

    Fábio Faria

    Ministro Fábio Faria pode ceder seu espaço na política potiguar para o seu pai e disputar mandato federal pelo Estado de São Paulo. (Foto: Reprodução)

    Atual Ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, Fábio Faria (PSD) está mais para ceder seu espaço na política potiguar para o seu pai, ex-governador Robinson Faria (PSD), e assim aproveitar sua visibilidade no cenário nacional para disputar um mandato de deputado federal pelo estado de São Paulo.

    Capitão Styvenson

    Grande aposta do povo potiguar em 2018, Senador Styvenson age para ser político de um mandato só. (Foto: Reprodução).

    Passadas as eleições de 2018, quando tudo indicava uma inclinação do povo para apostar em novidades, o capitão Styvenson Valentim, atual senador eleito naquele pleito de forma fenomenal, parecia que seria o novo grande nome da política norte-rio-grandense. Chegou até a ser considerado um possível forte concorrente ao governo do RN, caso mantivesse seu bom desempenho e viesse a entrar na disputa. Entretanto, e infelizmente, antes de concluir seu segundo ano de mantado de senador o mesmo já se revela uma decepção para o povo potiguar, haja vista sua forma arrogante e desequilibrada de se relacionar não apenas com a classe política, mas também com aqueles que acreditaram que ele poderia ser um grande nome. Se perdeu completamente e não dá sinais de que vai contornar a situação. Pelo contrário, debocha do mandato que o povo honrosamente lhe concedeu da política.

    Outros nomes, partidos, blocos e oligarquias

    Ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo disputou sem êxito o governo do RN em 2018 e parece ter perdido o rumo da sua trajetória na política. (Foto: Reprodução)

    Também poderíamos analisar situações de outros nomes, partidos, blocos e de outras oligarquias políticas, tais como Carlos Eduardo Alves (PDT), o qual disputou sem êxito o governo do RN em 2018; o Solidariedade do deputado estadual Kelps Lima, que lançou sem êxito ao governo do RN em 2018 o ex-prefeito de Olho D’água do Borges Brenno Queiroga; o rosalbismo de Mossoró, que indicou Kadu Ciarlini, filho da ex-governadora e atual prefeita Rosalba Ciarlini (PP) como candidato a vice de Carlos Eduardo Alves em 2018; entretanto, tais quadros são sim relevantes para futuras somatórias, mas, considerando o desempenho de cada um nos pleitos municipais deste ano, individualmente estes não representam ameaças reais para a governadora Fátima Bezerra (PT).

    Governo Fátima

    Governadora Fátima Bezerra demonstra habilidade e faz governo equilibrado. (Foto: Reprodução)

    Claro que ela não faz um governo com aprovação popular na casa dos 80%. Na verdade, nem alcança índices como os alcançados por Garibaldi Alves Filho, Wilma de Faria, dentre outros governantes que vieram antes dela. Entretanto, considerando a realidade lastimável que Fátima Bezerra encontrou ao assumir o comando do RN, e ainda, considerando que se somou às dificuldades o fato de ela ter que governar em meio a uma pandemia, devemos admitir que ela faz um governo equilibrado, especialmente no tocante a manutenção do funcionamento dos serviços essenciais à população e ao pagamento dos servidores públicos estaduais. Não é o sucesso esperado por muitos, mas está longe de ser o desastre pregado por adversários.

    E, diante da realidade que se apresenta para uma análise e um posterior julgamento popular, se Fátima Bezerra vai conseguir a reeleição ou não, isto só saberemos após a apuração das urnas no pleito de 2022. No momento, o que resta evidente é que, pelo menos até o presente momento, faltando menos de 2 para as próximas eleições, nenhum outro nome verdadeiramente competitivo tem sinalizado que entrará na disputa pelo governo do RN.

    ________

    Erinaldo Silva é jornalista, empreendedor e acadêmico de Direito. – Email: erinaldoradialista@gmail.com / Whatsapp: (84) 9 9931-7375.

    Últimas Notícias

     


    Veja Também