domingo, março 7, 2021

Cúpula do Ministério da Saúde prevê até 3 mil mortes diárias por covid-19 em março

A cúpula do Ministério da Saúde espera que o Brasil atravesse nas próximas duas semanas o pior momento da pandemia. O Valor apurou que,...
More

    Últimas Notícias

    Gestão Rosalba deixa Prefeitura de Mossoró sem combustível

    Governo Allyson toma medida emergencial para assegurar serviços.

    Mossoró esteve à beira do colapso administrativo por falta de combustível para serviços essenciais, como ambulâncias – herança da gestão Rosalba Ciarlini. Com a Petrobras Distribuidora de Combustível, a dívida deixada pelo governo anterior é superior a R$ 700 mil.

    Ontem, faltou gasolina e óleo diesel para algumas secretarias. É que não existia contrato para aquisição de combustíveis, e a licitação que estava em andamento, com essa finalidade na gestão passada, apresentava valores superiores ao praticado no mercado.

    Tal situação levou o governo Allyson Bezerra a realizar contrato emergencial para atendimento da necessidade da frota de veículos oficiais, com base no valor de mercado e abaixo da licitação anterior, tendo em vista a falta de combustível para manter serviços essenciais.

    Emergência

    Segundo a Secretaria Municipal de Administração (Semad), a dispensa de licitação é transitória e a nova licitação para contratação de combustível já está em andamento, na sua fase interna.

    Será nos moldes de gerenciamento de combustível, através de cartão magnético. Tal tecnologia é mais transparente e dispõe de maior controle de custos.

    Portanto, segundo a Semad, a medida emergencial garante manutenção de serviços, enquanto se realiza licitação para contratação de combustível, assegurando fornecimento desse insumo essencial, a preço justo.

    Últimas Notícias

    Veja Também