quarta-feira, abril 14, 2021

Sem lockdown, chegaremos a 5 mil mortes diárias no fim de abril, diz pesquisador da Fiocruz

Coordenador do Observatório Covid-19 da Fiocruz, o professor Carlos Machado é um especialista em grandes desastres na área da saúde. Há mais de 20...
More

    Últimas Notícias

    Após mapeamento, Mossoró começa a vacinar 581 idosos acamados nesta segunda

    “As doses vão ser entregues nas unidades básicas de saúde e cada unidade ficará responsável por aplicar a vacina naquele idoso” disse a secretária municipal de saúde, Morgana Dantas. Serão somadas a outro lote que chegará na semana que vem.

    Por William Robson

    Depois do acordo entre Prefeitura de Mossoró e Ministério Público, a vacinação contra a Covid-19 em Mossoró será retomada na próxima segunda-feira, dia 8, contemplando o grupo que ficou definido como prioritário: os idosos acima de 60 anos acamados.  Segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde, as equipes de agentes de saúde das 46 unidades básicas do município realizaram o mapeamento e concluíram o trabalho de identificação do público a ser imunizado.

    Serão imunizados 581 idosos acamados que constam no levantamento repassado pelas UBSs (Unidades Básicas de Saúde)  à secretaria. “As doses vão ser entregues nas unidades básicas de saúde e cada unidade ficará responsável por aplicar a vacina naquele idoso” disse a secretária municipal de saúde, Morgana Dantas.

    A reunião entre a Prefeitura e o Ministério Público, que definiu o grupo e o cronograma de vacinação com as doses remanescente e que as serão enviadas na semana que vem. (Foto: Reprodução)

    Conforme foi noticiado no blog do William Robson, este grupo atende ao acordo da Prefeitura de Mossoró e Ministério Público a fim de atender a sete categorias profissionais. O atendimento a estes grupos foi adiado. O cronograma anterior de vacinação estava agendado para esta quinta-feira (4) e sexta-feira (5), o o quarta-feira (03), sendo assim, suspenso. A imunização se daria com base em quantidade remanescente de vacinas após a imunização dos profissionais de saúde na linha de frente de combate à pandemia.

    Ou seja, após a distribuição de 5.638 doses, algumas sobraram. No total, o município recebeu 8.433 doses. Com o acordo firmado nesta quarta-feira (3), ficou estabelecidoque a vacinação dos idosos acima de 75 anos acamados precisa começar o quanto antes. A Prefeitura propôs, então,  que esta semana, a recontagem das doses remanescentes seria feita para a inclusão no futuro lote de vacinas previsto a ser entregue ao município, possivelmente, na próxima semana, segundo estimativa da Secretária Estadual de Saúde Pública (SESAP/RN).

    A partir daí, com mais vacinas e com as doses remanescentes, Mossoró poderá iniciar a vacinação dos idosos, com prioridade para aqueles acamados a partir de 75 anos de idade. Segundo infornou a Secretaria de Saúde, trata-se de um segmento que faz parte dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde em seu Plano Nacional de Operacionalização da Vacina Contra a Covid-19. Vale lembrar que outro grupo de idosos foram vacinados, aqueles institucionalizados, que moram em abrigos ou casas de repouso. Neste caso, 62 idosos do Instituto Amantino Câmara foram atendidos.

    “Estamos prontos para iniciar esta nova fase que é fruto de um entendimento nosso com o Ministério Público estadual, mas que para ser ampliada atendendo todos os demais idosos, vamos depender do recebimento de mais doses, o que deve ocorrer ainda neste mês de fevereiro”, afirma o coordenador de imunizações de Mossoró, Etevaldo Lima.

    Até a última quarta-feira, Mossoró contabilizava 7.055 pessoas vacinadas. O número aumenta à medida que outras doses vão sendo incluídas no sistema da plataforma RN Mais Vacina do governo do Rio Grande do Norte. a inclusão destas, é feita pelas equipes das salas de vacina das unidades que recebem as doses.

    Mossoró registrou 12.599 casos confirmados de Covid-19 até o dia 3 deste mês. Os casos suspeitos somam 5.472, enquanto os casos descartados são 29.522. São registrados 281 mortes. Ao todo, 11.638 pacientes foram recuperados e receberam alta médica, de acordo com levantamento da Secretaria Municipal de Saúde.

    Últimas Notícias

     


    Veja Também