quarta-feira, abril 14, 2021

Sem lockdown, chegaremos a 5 mil mortes diárias no fim de abril, diz pesquisador da Fiocruz

Coordenador do Observatório Covid-19 da Fiocruz, o professor Carlos Machado é um especialista em grandes desastres na área da saúde. Há mais de 20...
More

    Últimas Notícias

    Mossoró está contemplada em Programa Estadual de Sementes Crioulas

    A Secretaria de Agricultura participou do processo de lançamento do Programa Estadual de Sementes Crioulas. Raniere Barbosa, gerente executivo, representou a pasta municipal. A reunião para apresentar as iniciativas do programa ocorreu nesta segunda-feira, 8, de forma virtual, e contou com a presença de secretários e representantes das secretarias de todo o Rio Grande do Norte.

    Raniere Barbosa explica que a secretaria vai passar quais os agricultores que tem interesse em participar e encaminhará para o Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável (EMATER/RN) cadastrar e as famílias receberem as sementes. Ele destaca ainda o acompanhamento das famílias beneficiadas.

    Reunião virtual com participação do gerente executivo da Agricultura, Raniere Barbosa. Foto: Reprodução

    “A Secretaria vai passar quais os agricultores tem interesse e encaminhar para a Emater cadastrar e as famílias receber as sementes.  Fazemos ainda o acompanhamento das famílias beneficiadas com as sementes crioulas, como também orientações técnicas e discussão da importância dessas sementes para a soberania alimentar”.

    O Governo do Estado enfatiza o investimento na casa de R$ 1 milhão. Deste valor, 90% é oriundo do tesouro estadual. A meta do governo para 2021 é distribuir até 90 toneladas de grãos de feijão, milho, sorgo forrageiro, fava e gergelim, contemplando seis mil agricultores e agricultoras familiares de todas as regiões do estado.

    Meta do Estado é distribuir 90 toneladas de grãos. Foto: Klediogenes Nóbrega

    As sementes crioulas são variedades desenvolvidas, adaptadas ou produzidas por famílias agricultoras, assentados da reforma agrária, quilombolas ou indígenas, pescadores artesanais e ribeirinhos, povos de comunidades tradicionais. Elas possuem características fenotípicas bem determinadas e reconhecidas pela respectiva comunidade, diferente das cultivadas comercialmente.

    O programa está inserido no contexto do Programa Estadual de Compras da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Pecafes), e permite que o Governo do Estado compre as sementes de cooperativas, associações e outras organizações da agricultura familiar.

    Últimas Notícias

     


    Veja Também