quarta-feira, abril 14, 2021

Sem lockdown, chegaremos a 5 mil mortes diárias no fim de abril, diz pesquisador da Fiocruz

Coordenador do Observatório Covid-19 da Fiocruz, o professor Carlos Machado é um especialista em grandes desastres na área da saúde. Há mais de 20...
More

    Últimas Notícias

    Vergonhoso o episódio ocorrido na Fecam/RN

    É como podemos classificar a data prevista para a escolha do novo presidente da Federação das Câmaras Municipais do RN (FECAM/RN) na capital do Estado. Pessoas que não tinham direito a voto, de Natal, bela cidade, a não se achar culpada por abrigar em seu território, pessoas despreparadas e até desqualificadas para cargos que ocupam. Mas é fato. Lá se acha localizada a sede de tão valorosa entidade e para onde foram conclamados grupos de manifestantes, única e objetivamente para obstruir um acontecimento, de ordem democrática e, infelizmente, com desfecho triste. Muita aglomeração e segmentos da ‘imprensa baixa’ a atuarem na capital, simplesmente tumultuaram o ambiente e dessa forma levaram o processo eleitoral às barras da justiça. Isso porque o vereador e presidente da Câmara Municipal de Natal, Paulinho Freire (PDT), sabedor do resultado da eleição e inconformado, apelou, como tudo programado, para que seus apoiadores no legislativo natalenses, promovessem uma espécie de bagunça no ambiente. Algo desrespeitoso com todos os representantes de Câmaras do interior do Estado. Profundamente lamentável.

    ESTARRECEDOR

    Esse o clima assistido por dezenas de presidentes de Câmaras do interior que se dirigiram até Natal para participar da escolha na nova presidência da FECAM/RN. Um cenário ridículo e que só aumentou a revolta por parte de todos. Algo jamais visto naquela entidade. E aquele ‘tiro’, detonado por Paulinho Freire, pode ter saído pela culatra. Os legisladores interioranos, deixaram o local com um entendimento mais coeso e retornaram fortalecidos para o próximo embate.

    BADERNA

    O que se viu nos corredores da FECAM/RN, na capital do RN nesta sexta-feira, 26. Vereadores presidentes de Câmaras viajaram quase mil quilômetros para escolher o seu representante à frente da entidade maior no Estado e, se depararam com o ato baderneiro promovido por Paulinho Freire que se acha perpétuo no poder. Tenta a todo custo impedir que um colega do interior assuma o destino da entidade e faça por ela, o que ele nunca se propôs.

    ENVERGONHADOS

    Ouvi de muitos com quem conversei, o esforço que fizeram para escolher um presidente à altura do que a entidade precisa; que descentralize o poder e trate a todos os legisladores de acordo com os estatutos da FECAM/RN. Não foi observado. O comportamento por parte de Paulinho Freire, é algo que expõe o legislativo municipal potiguar, através da entidade que preside, ao ostracismo além divisas com outros Estados do Nordeste. Uma vergonha.

    INELEGÍVEL

     A FECAM/RN teria sim sua eleição nesta sexta-feira, 26 de fevereiro e, não foi possível pela falta de compromisso com o interior do Estado, que tem os políticos a entender que Natal tem direito a tudo, inclusive ditar as normas na entidade. Sempre enxergaram o RN, depois da Reta Tabajara, como massa de manobra. Mas já se percebe que não é bem assim. Se acha em prática um novo processo de mudança e, o método arcaico de fazer política deixado de lado.

    DESESPERO

    É o sentimento que se apodera de determinados “seres politiqueiros”. Insistem em manter a ideia de que tudo a ser concorrido com o interior do Estado, é para ser resolvido no ‘tapetão’, na seara judicial. E não foi diferente em relação à FECAM/RN. Foram apresentadas duas chapas a se perceberem inadimplentes, de acordo com o regulamento da federação. O processo eleitoral, neste momento, encontra-se judicializado. Muita discussão está por vir.

    DESRESPEITO

    Representantes do interior terem de se deslocar de seus lugares, longínquos, para participarem de uma festa da democracia e, de repente serem recepcionados com atos de verdadeira baderna, partindo de gente que não era pra ter sua entrada permitida naquele ambiente, no caso a FECAM/RN. Profundo desrespeito aos que almejam uma federação à altura do interesse de todos. São as claques mal educadas. Infelizmente ainda vemos isso hoje.

    CONSENSO

    Era a proposta do presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim (SDD) apresentada ao atual gestor da FECAM/RN, Paulinho Freire. Não foi aceito. Na verdade faltou da outra parte o interesse para que isso viesse a prevalecer. O vereador Lawrence disse entender que a entidade sairia fortalecida, tanto na capital quanto no interior. Tanto é que seu discurso, ao final, foi aplaudido pela grande maioria das pessoas presentes.

    O FATO MAIS LAMENTÁVEL

    Uma funcionária da entidade, que não vou citar o nome, preservar sua identidade, ao término das falas dos candidatos, esbravejou com todos. Tida como ente humano sensata, desequilibrou-se e partiu para cima dos apoiadores de Lawrence Amorim. Visivelmente desorientada, ela, que é amparo da candidatura de Paulinho Freire, não estava ali para esse tipo de serviço, e sim oferecer suporte a todos os sócios da federação.

    NINA SOUZA

    Vereadora vinculada ao PDT da capital, o mesmo partido de Paulinho Freire, se achava como uma espécie de ‘gaiato no navio’. Não tinha direito a voto mas, se encaixou no meio de todos e também mostrou seu lado negativo de fazer política. Outra desequilibrada. Tentou de todas as formas desqualificar ainda mais o processo eleitoral, numa clara demonstração de que tudo foi previamente planejado.

    IMPRESSÃO NEGATIVA

    É o que deixa aos representantes legislativos do interior, os que fazem esse poder na capital do Estado. Importante salientar que não são todos. Existem os bons, coerentes e que reconhecem seus lugares em cada setor político a necessitarem de sua presença e colaboração. O acontecido nesta sexta-feira, 26, em Natal, tendo como local a sede da FECAM/RN, é nada mais ou nada menos do que um caso de polícia. Nem uma vírgula.

    LAWRENCE AMORIM

    O vereador e presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim manteve uma postura de político habilidoso em sua fala ao término do imbróglio na FECAM/RN. Lamentou profundamente o ocorrido, disse que esperava aquilo não ter acontecido. Parabenizou o seu colega Paulinho Freire, Presidente da Câmara Municipal de Natal e reafirmou o seu compromisso com o  fortalecimento da entidade. Foi prestigiado por todos os presentes ao acontecimento. O jovem edil mossoroense, mostra ser um político preparado e equilibrado. Sendo assim, entrou de bom tamanho no processo e cresceu muito nos poucos dias de convívio com seus colegas norte-rio-grandenses. Ganha confiança, com sua forma correta de trabalhar. Tem um diálogo consistente e de convencimento. Hoje, de forma unânime, está sendo escolhido por quase a totalidade dos presidentes que fazem o interior do Estado. E o engajamento está firmado, com Lawrence candidato a presidente da FECAM/RN, ante a solicitação de seus colegas. Seu poder de articulação o credencia como político promissor e preparado para a função.

    Últimas Notícias

     


    Veja Também