quarta-feira, abril 14, 2021

Sem lockdown, chegaremos a 5 mil mortes diárias no fim de abril, diz pesquisador da Fiocruz

Coordenador do Observatório Covid-19 da Fiocruz, o professor Carlos Machado é um especialista em grandes desastres na área da saúde. Há mais de 20...
More

    Últimas Notícias

    Vigilância Sanitária e Polícia Militar atuam em conjunto para garantirem cumprimento de decretos em Felipe Guerra

    As ações, bem como a colaboração da sociedade, são de fundamental importância neste momento crítico em que é muito baixa a disponibilidade de leitos de UTI's Covid no Rio Grande do Norte.

    Imagem:Cedida

    Atuando em conjunto, a equipe técnica da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde e o destacamento da Polícia Militar do município de Felipe Guerra vem intensificando ações com o objetivo de conscientizar, fiscalizar e combater eventuais situações de descumprimento dos decretos, municipal e estadual, ora vigentes e que estabelecem uma série de medidas restritivas visando combater a pandemia de Covid-19.

    Na noite deste sábado, 27, foram realizadas visitas a diversos bares e similares no município. As ações, bem como a colaboração da sociedade, são de fundamental importância neste momento crítico em que é muito baixa a disponibilidade de leitos de UTI’s Covid no Rio Grande do Norte.

    Vigilância Sanitária e Polícia Militar não tem medido esforços para garantirem o cumprimento dos decretos e proteger a população em Felipe Guerra. (Foto: Cedida)

    Entre as medidas impostas pelo decreto do Governo do Estado estão:

    • Toque de recolher que proíbe a circulação de pessoas em todo o estado, entre 22h e 5h. O texto afirma que as forças de segurança deverão promover operações constantes com o objetivo de garantir a aplicação da medida (confira o detalhamento abaixo);
    • Suspensão das aulas presenciais a partir de 1º de março nas unidades das redes pública estadual e privada de ensino, incluindo instituições de ensino superior, “devendo manter o ensino remoto”. Porém, as escolas e instituições de ensino fundamental das séries iniciais e do ensino infantil poderão funcionar em sistema híbrido ou por meio remoto, conforme a escolha dos pais ou responsáveis.
    • Suspensão de atividades em parques públicos, centros de artesanato, circos, parques de diversões, museus, bibliotecas, teatros, cinemas e demais equipamentos culturais a partir de 1º de março;
    • Suspensão de eventos corporativos, técnicos, científicos, esportivos, convenções, shows ou qualquer outra modalidade de evento de massa, inclusive locais privado, como os condomínios edilícios a partir de 1º de março;
    • Suspensão de atividades recreativas em clubes sociais e esportivos a partir de 1º de março;
    • Suspensão do funcionamento do Centro de Convenções de Natal;
    • Suspensão de atividades coletivas de qualquer natureza como cultos, missas e congêneres em igrejas, espaços religiosos, lojas maçônicas e estabelecimentos similares a partir de 1º de março. Os locais poderão ficar abertos exclusivamente para orações e atendimentos individuais, respeitado distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas e limitação de uma pessoa para cada cinco metros quadrados de área, com, no máximo, 20 pessoas no recinto;
    • Proibição do transporte de passageiros em pé no Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal.

    Toque de recolher

    O toque de recolher restringe a circulação de pessoas nas ruas das 22h às 5h. Dessa forma, as pessoas ficam proibidas de circular pelas ruas dentro desse horário, salvo em caso de alguns serviços:

    • serviços públicos essenciais (como segurança, saúde, entre outros)
    • farmácias;
    • indústrias;
    • postos de combustíveis;
    • hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência;
    • laboratórios de análises clínicas;
    • segurança privada;
    • imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;
    • funerárias;
    • exercício da advocacia na defesa da liberdade individual;
    • serviços de alimentação, exclusivamente para delivery;
    • serviços de transporte coletivo urbano.

    Trabalhadores que estão indo de casa para o trabalho ou do trabalho para casa também podem circular.

    A orientação do Governo do Estado é que as forças de segurança do RN recorram a todos os meios legais que preciso for para garantir o cumprimento do seu decreto.

    Vigilância Sanitária e Polícia Militar atuando em conjunto durante visita a bares e similares na noite deste sábado (27) em Felipe Guerra. (Foto: Cedida)

    Últimas Notícias

     


    Veja Também