quinta-feira, agosto 5, 2021

Brasil terá terceira onda de Covid no inverno e 751 mil mortos até setembro se não acelerar vacinação, diz estudo

O Brasil registrou queda de 19% na média móvel de mortes por Covid-19 nas duas últimas semanas. Em 18 das 27 unidades de federação,...
More

    Últimas Notícias

    As polêmicas emendas de parlamentares do RN para SP

    Nas rodas de conversa a envolver política, uma das pautas principais tem sido a distribuição de emendas por parte dos nossos representantes na Câmara dos Deputados. Chegamos a pensar não ser verdade o que lemos e assistimos através da mídia. Que é pura imaginação. Ledo engano. É realidade. Parlamentares de menores bancadas no Congresso, como é o caso do nosso Estado, com apenas 8 deputados federais, destinaram dinheiro para o Estado de São Paulo, que tem 70 deles com assento na Baixa Câmara do País. Vergonhoso demais, não para os norte-rio-grandenses que os delegaram representatividade mas, eles próprios, não todos, que em vez de ajudar seus conterrâneos, faz opção por outros lugares. E que aproveitem para transferir seus domicílios eleitorais para aquela outra unidade federativa, já que alguns, residem fora e só vem ao RN para pedir votos. Longe de nossa parte, escutar a conversa de que para este pobre Estado também são destinados recursos. Mas, era pra vir mais pois, ao que parece, este dinheiro tem sobrado na alçada destes deputados e, eles entregam de mão beijada a outros destinos.

    Imagens: Reprodução

    ULTRAJANTE

    Este tipo de atitude, a citar aqui, de Eliezer Girão (PSL) e Natália Bonavides (PT). Os dois enviaram para entidades de fora do nosso ‘esquecido RN’, nada menos do que meio milhão de reais. Enquanto isso, milhares de potiguares mendigarem ajuda para comprar comida e outras necessidades, principalmente num momento tão difícil como este de pandemia. De nos causar vergonha estes parlamentares. Mas, 2022 se aproxima.  

    DEPUTADO GIRÃO

    De uma canetada só, destinou uma emenda para o Estado de São Paulo, da ordem de R$ 400 mil. Deve ter achado que no RN, a população nada em dinheiro, não precisa de investimentos do Governo Federal – diga-se emendas parlamentares. Por outro lado, querer entender que os paulistanos votaram ou vão votar nele para deputado, novamente. São coisas a acontecerem agora mas, que não devem cair no esquecimento do povo.

    DEPUTADO GIRÃO II

    É de origem cearense, aqui chegou e ocupou alguns cargos administrativos a nível de Estado e município – Mossoró. Candidatou-se a deputado federal e foi eleito. Como certo, é este feito dele não ter de se repetir – a reeleição – e, desta forma, direciona o que de certo era para o RN, a auxiliar Estados como São Paulo, economicamente o mais rico do Brasil. Mas por lá, ele não vai ter holofotes em sua direção, a exemplo daqui em 2018. Vai ter troco.

    NATÁLIA BONAVIDES

    Eleita deputada federal do RN pelo PT, de passagem rápida por Brasília. Da mesma forma que o seu colega de parlamento, citado acima, destinou recursos de R$ 100 mil para o Estado de São Paulo. Esquece, aquela jovem política, dos milhares de ‘trabalhadores’ sem empregos por conta da pandemia do Covid-19. E observar que, há quase 3 anos no Congresso Nacional, é praticamente desconhecida por aqui. E a cair no esquecimento de vez, depois de 2022.

    ANÁLISE

    Temos exemplos claros de alguns parlamentares nos quais votamos e eles sequer residem no Rio Grande do Norte. Agora, se utilizar de dinheiro que a bem da verdade, deveria assistir ao nosso povo e doá-lo a outro Estado, ainda mais do quilate financeiro como é São Paulo, é simplesmente deplorável. É urgente uma tomada de decisão, por parte de todos nós. Da mesma forma que os enviamos a Brasília, vamos retirá-lo de lá, através do voto popular.

    E NÃO ME TRAGAM JUSTIFICATIVAS

    De nada vai adiantar. Tudo o que já tentam dizer, não vai convencer a mim e à maioria dos norte-rio-grandenses. Do contrário, gostaria, da parte destes dois parlamentares, que eles citassem algo desta natureza praticado por algum colega deles, isto é, de outro Estado enviando verbas para o nosso RN. A alertar que vocês só nos representam até 31 de dezembro de 2022. Até porque, R$ 500 mil é uma ‘bagatela financeira’ boa em favor do nosso pobre torrão.

    ISOLDA DANTAS

    Pelo visto, foi em vão a tentativa da deputada estadual Isolda Dantas (PT) de tentar evitar a instalação da CPI da Covid-19 no RN. O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), vai colocar em votação o pedido de 10 parlamentares de oposição, que assinaram coletivamente o documento. A deputada dizia achar desnecessário. Mas, se alguém não deve, não há nada a temer. Se aparecer um culpado, que pague pelo crime.

    EZEQUIEL FERREIRA

    Com este gesto de colocar em votação o pedido de CPI, mostra que a partir de agora fará oposição ao Governo do RN, na pessoa de Fátima Bezerra (PT). Muitos até achavam ser ele o candidato ao senado na chapa majoritária dela, que concorre à reeleição. Já os governistas, não estão gostando muito desta atitude. Mas é extremamente necessário se tomar conhecimento acerca de onde foram aplicados milhões de reais liberados pelo Governo Federal.

    INTERESSANTE

    Se formos analisar o comportamento assumido pelos políticos de esquerda e de direita, pormenorizadamente, é algo que dificilmente vamos entender.  Levemos em consideração, por exemplo e principalmente, esta turma do PT, que ‘nunca erra’. Sempre estão todos bem certinhos. No momento a concordarem piamente com o desenrolar da CPI em andamento no Congresso Nacional. Por lá tudo é legítimo. Já por aqui…

    A VERDADE

    É preciso, mais que necessário, vir à tona. O povo do Rio Grande do Norte, sua imensa maioria, precisa saber o quanto e onde foram investidos, aplicados, o montante de recursos enviados. A meu entender , nada demais mostrar o que foi ou ainda está sendo feito. E volto a repetir que, “quem não deve não teme”. Do mesmo modo, que eu ao me dedicar a cobrar, também sou passível de ser cobrado. Queremos clareza no trato com a coisa pública. É isto.

    LUIZ LUCAS

    Foto: Cedida

    Ex-candidato a prefeito pelo município de Itajá, no Vale do Assu, foi recebido  pelo prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra. Ambos filiados ao Partido Solidariedade (SD). Na pauta de conversa, política e administração pública. Luiz Lucas desenvolve uma política de responsabilidade e desta forma vem ganhando força naquela região. Mesmo não tendo sido eleito, continua a praticar a ‘Política Nova’, como prega o programa da agremiação à qual ele e o gestor mossoroense são inscritos. Tem projetos importantes a desenvolver, mesmo sem ter cargo público e a envolver toda a população, dos mais humildes aos mais abastados de vida. Afinal de contas, foram 1.589 votos que ele obteve no pleito passado. É homem de compromisso, trabalha como opositor ao atual prefeito itajaense mas, de forma responsável. Cobra em benefício de seu povo, o que realmente deve ser feito. Junto a Allyson Bezerra, veio conhecer, conhecer de perto a fórmula que desbancou uma oligarquia há mais de 70 anos no poder. O político de Itajá, enxerga ampla possibilidade de em breve comandar aquele município. Para tanto, se mantém a representar os anseios de seu povo. Nos resta aguardar. Sucesso. 

    Últimas Notícias

     


    Veja Também