quinta-feira, agosto 5, 2021

Brasil terá terceira onda de Covid no inverno e 751 mil mortos até setembro se não acelerar vacinação, diz estudo

O Brasil registrou queda de 19% na média móvel de mortes por Covid-19 nas duas últimas semanas. Em 18 das 27 unidades de federação,...
More

    Últimas Notícias

    Sem novas remessas, Mossoró suspende vacina para primeira dose nesta quarta

    Imagem:Secom/PMM

    Por William Robson

    O fluxo no repasses de vacina volta a ser interrompido e Mossoró não terá imunizantes para a aplicação da primeira dose nesta quarta-feira (14). Sem previsão de quando receberá novo lote, a Secretaria de Saúde do Município explicou que há tão somente quantidade para aplicação da segunda dose. Ou seja, o atendimento neste dia será destinado apenas a quem tomou já tomou a primeira.

    “Precisamos ter esta previsão para podermos dar sequência à campanha de vacinação em nossa cidade”, explicou a secretária Morgana Dantas, acreditando que o Governo poderá fornecer mais imunizantes entre a quinta e sexta-feira.

    O Governo do Estado, por sua vez, sentiu a quebra no fluxo de vacinas que chegam ao RN. Em reunião do Fórum de Governadores do Brasil com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta terça-feira (13), a governadora Fátima Bezerra apelou para a necessidade do Ministério definir e cumprir um calendário com entregas semanais de vacina.

    “Solicitamos um calendário objetivo — quantas vacinas cada Estado vai receber e as datas —, para que possamos chegar em setembro vacinando todas as pessoas acima de 18 anos”, afirmou Fátima Bezerra. A escassez no repasse ao Estado afeta os municípios que agilizam o processo de vacinação, como é o caso de Mossoró. Para esta quarta-feira (14), a reserva destinada a caminhoneiros não foi afetada. A vacinação, neste caso, será normal.

    Segundo informou o Governo, o aporte de vacinas pelo Governo Federal foi reduzido na semana passada. A informação foi confirmada pela subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap, Lyane Ramalho. Por causa da redução, a vacinação para primeira dose também suspensa em Natal. Logo em seguida, a ausência de vacinas atingiu Mossoró.

    A audiência com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cobrou cronograma de repasse que foi será feito por semana e deliberar no PNI sobre a reivindicação de antecipação da segunda dose para os vacinados com AstraZeneca Oxford e Pfizer. O ministro informou que a previsão é de entregar, a todos os estados, 41 milhões de doses de vacinas neste mês de julho e de 60 milhões no mês de agosto.

    Últimas Notícias

     


    Veja Também